01.FEV.2018 icone comentários0 comentário

Qual sistema de irrigação devo escolher?

img

Com o objetivo de suprir as necessidades hídricas, a irrigação possui diferentes sistemas, que se adequam ao clima, tipo de solo e cultivo. 

Escolher o tipo de sistema de irrigação não é nada fácil e essa deve ser uma pergunta que você já fez inúmeras vezes, não é mesmo?

A irrigação é uma técnica aplicada com o intuito de suprir as necessidades hídricas de determinada área de plantio em decorrência da má distribuição das chuvas ou até mesmo da baixa disponibilidade de água.

Essa decisão deve levar em consideração alguns fatores importantíssimos e que se forem negligenciados podem acarretar em sérios prejuízos a produção.

Fatores essenciais para a escolha do sistema de irrigação

Para alcançar o sucesso do plantio alguns fatores merecem atenção dos envolvidos no processo de escolha do sistema de irrigação:

- Tipo de solo;

- Relevo;

- Clima da região;

- Tipo de cultura;

- Manejo de irrigação;

- Disponibilidade de água.

Tipos de irrigação utilizados recentemente

Após avaliar os fatores citados anteriormente a escolha do tipo de irrigação a ser utilizado se torna mais fácil e alguns se destacam tanto pela praticidade quanto eficiência, estes sistemas de irrigação podem ser resumidos em: superficial, localizada e aspersão.

Irrigação superficial: foi o primeiro método de irrigação a ser usado pelo homem. Conhecida também como inundações e sulcos, onde a água é conduzida diretamente na superfície do solo, sendo de baixo custo de implantação, energia e manutenção. Esse tipo de sistema é bastante utilizado nas produções de arroz.

Irrigação localizada: os sistemas básicos na irrigação localizada são a microaspersão e o gotejamento, onde a água é geralmente aplicada nas raízes das plantas, formando assim faixas ou círculos úmidos.  É um sistema que não sofre com a interferência do vento, mantém o solo informalmente úmido, tem baixo custo de mão-de-obra e energia, e fácil adaptação aos diferentes tipos de solos.

Irrigação por aspersão: esse sistema se divide em um ou mais jatos de água, simulando uma chuva artificial com pequenas gotículas sobre o solo e plantas.  É muito benéfico para o produtor por proporcionar uma liberdade de posicionar as mangueiras de irrigação de acordo com a planta cultivada e elevada eficiência na aplicação de fertilizantes (fertirrigação).

Recursos hídricos no sistema de irrigação

Um ponto que não deve ser deixado de lado quando o assunto é irrigação está relacionado a disponibilidade e demanda dos recursos hídricos, sendo necessário que se leve em conta a quantidade de água que a cultura consome.

Portanto, antes de instalar o sistema de irrigação em sua produção é importante que você consulte um engenheiro agrônomo para lhe orientar na melhor decisão.

Via:Revista Agropecuária

icone comentários

0 comentário

Comentários

Deixe seu comentário